Nº 1360 ano 2020
Data:

Quem somos


HISTÓRIA

A Primeira Página é o jornal mais antigo do Estado do Tocantins com circulação ininterrupta e em 2020 completa 35 anos. Ele foi fundado em Araguaína, no dia 10 de novembro de 1985, na maior cidade da região que era o antigo Norte de Goiás, no futuro Estado do Tocantins e no nome de O Regional.
Nos primeiros anos, com dificuldade de região, circular uma vez por mês, estabelecer sua periodicidade semanal logo após o Estado do Tocantins ter sido criado, e com sede no jornal definitivo de capital, Palmas, onde o nome foi mudado para Primeira Página. No início da construção da Capital, o jornal passou a investir no seu caderno de Classificados e tornou-se o líder nesse segmento.

 

CRIAÇÃO DO ESTADO DO TOCANTINS

Na sua primeira edição em 1985, o jornal O Regional encampou a luta pela criação do Estado do Tocantins, que começou a se tornar mais forte, com a possibilidade do Estado ser criado pela nova Constituição Federal de 1988. o jornal público sucessivo manchetes de capa sobre mobilização popular e tramitação do projeto de lei na Assembléia Nacional Constituinte, instalado em 1987 no Congresso Nacional. Com a promulgação da nova Constituição Federal, em 05 de outubro de 1988, foi criado o Estado do Tocantins.

A jornalista Sandra Miranda, fundadora e editora geral da Primeira Página, foi a única mulher que integrou o Comitê Central de Criação do Estado do Tocantins, instalado em Goiânia, em março de 1987, e que tinha 13 membros. Participe também da Comissão de Estudos dos Problemas do Norte Goiano. O Comitê Central viajou pela região Norte de Goiás, instalando comitês municipais, com o objetivo de coletar assinaturas para Emenda Popular que foi publicado na Assembléia Nacional Constituinte, propondo a criação do Estado do Tocantins,
Sem formato padrão ou Primeira Página tem 12 páginas e circular na segunda-feira.