Nº 1360 ano 2020
Data:

Estado


Pacientes do Hospital Municipal de Araguaína contam com visita virtual

Iniciativa proporciona aos familiares o contato com as crianças internadas, enquanto as visitas na unidade estão suspensas em virtude da pandemia da covid-19

Por: Divulgação
Publicada em: 22/05/2020 11h15min
Atualizada em: 22/05/2020 11h23min
Foto: Divulgação
Internada há uma semana, a pequena Izzy Maria, de nove meses, se divertiu com a visita do tio e do pai. "É como um abraço virtual", relatou a mãe da menina, Nayara Araújo

As crianças internadas nos setores de Estabilização e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Araguaína (HMA) agora podem contar com uma visita virtual. A ideia surgiu como forma de amenizar a saudade da família, já que por conta de pandemia de novo coronavírus, como medida de segurança para pequenos, como visitas presidenciais foram suspensas na unidade desde 19 de março.

A novidade teve início na semana passada e agradeceu quem já experimentou. “É uma ideia genial! Uma forma de permitir que ela receba ou cuide da família. Por mim, é como um abraço virtual ”, comentou Nayara Araújo, mãe da pequena Izzy Maria, de nove meses, que se diverte enquanto conversa com o pai e com a mãe.

“Desde que as visitas foram suspensas, ofertadas ou wi-fi nas enfermarias para pacientes e acompanhantes, podem ter contato com os familiares por meio de indivíduos móveis. Aninha dois setores, onde não é permitido o uso de celulares, ou o contato acontece por meio da visita virtual ”, explicou a psicóloga Nayana Brito.

Carinho que cura

A visita virtual é realizada por meio de telemedicina, equipamento médico usado para videoconferências. A frequência das visitas virtuais é de duas vezes por semana a cada paciente, sem período da tarde, com duração média de 10 minutos. As famílias decidem pela adesão de acordo com suas realidades. Os pacientes internados na UTI têm suas condições clínicas avaliadas por uma equipe multiprofissional antes da liberação para uso do recurso.

“É um meio de fortalecimento de vínculo e apoio emocional. Minimizar o estresse da internação e motivar o enfrentamento da doença ”, ressaltou a psicóloga.

“É uma ótima alternativa, nesse momento em que não podemos contar com a presença de todos. Nos mantemos seguros aqui e eles ficam seguros em casa ”, afirmou Aline Oliveira, mãe de Helena, que recebeu uma visita da avó, tia e um priminho.

Atendimento especializado

O HMA, referência para a região Macrocentro Norte, atende pacientes de Araguaína e toda a região em baixa e média complexidade na área de pediatria. É administrado pelo Instituto de Saúde e Cidadania (ISAC) e atende com 61 leitos. A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica também fica localizada no prédio e contém 10 leitos.

O Município de Araguaína é responsável pela gestão do hospital, que é administrado pela Organização Social (OS) Instituto Saúde e Cidadania (ISAC).

Comentários

Deixe um comentário