Principal Agronegócio


Na Agrotins, Sebrae participa de debate sobre mulheres no agronegócio

Na ocasião foi proposta a criação de uma comissão para apoiar a ocuparem espaços de liderança dentro do sindicatos rurais

Por: Divulgação
Publicada em: 13/05/2022 5h31min
Foto: ASN-TO/Divulgação
Diretora técnica do Sebrae Tocantins, Eliana Castro, atuou como mediadora no painel A Importância da Mulher no Agronegócio e nas Instituições.

Como parte da programação de quinta-feira(12), na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2022), a diretora técnica do Sebrae Tocantins, Eliana Castro, atuou como mediadora no painel A Importância da Mulher no Agronegócio e nas Instituições. A agenda aconteceu no estande integrado do Sebrae, Faet e Senar.

O painel destacou exemplos de mulheres que conquistaram seu espaço e as estratégias usadas para atingirem seus objetivos. Como resultado do encontro a diretora Eliana fez um chamamento para que as mulheres se unam em torno da criação de uma comissão.

“Já existe a presença das mulheres nas diversas áreas do agronegócio, mas ainda elas ainda são raras em posição de comando nas entidades rurais.No Tocantins, por exemplo, dos 41 sindicatos apenas quatro têm mulheres à frente. Por isso chamamos as mulheres para que não apenas reconheçam sua importância dentro da câmara que compõe o agronegócio junto a CNA, mas aqui dentro do Estado, onde a Federação precisa ser fortalecida por mulheres. É através desse movimento que vamos fazer com que políticas públicas sejam feitas olhando para o todo”, reforçou.

O modelo de comissão destacado pela diretora do Sebrae já existe no estado de Goiás, de onde veio Rizzia Ribeiro, produtora rural de Rio Verde e presidente da Comissão de Produtoras Rurais da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Goiás (FAEG). Ela aproveitou a ocasião para falar de sua experiência e estimular as mulheres a ocuparem espaços de comando.

“Em Goiás nós temos uma comissão de produtoras rurais dentro da Federação de Agricultura e Pecuária. Esta comissão existe com o projeto de apoiar as mulheres em todos os sindicatos rurais com objetivo de trazê-la para a liderança dentro do sistema sindical.”, afirmou.

Também participaram do painel o presidente da Faet, Paulo Carneiro, a produtora rural e presidente do Sindicato Rural de Almas, Sandra Maria Alves Carneiro, a produtora e presidente do Sindicato Rural de Augustinópolis, Cássia Cayres, e a líder do Movimento Aliança das Mulheres do Agronegócio (AMA), Inara Mota Machado. (Assessoria de Imprensa do Sebrae Tocantins)