Principal Mobilidade urbana


Mobilidade urbana da Capital volta a ser discutida nesta quinta-feira, 07

Nesta quinta-feira, 07, em continuidade as reuniões temáticas para a construção do Plano de Mobilidade Urbana de Palmas.

Por: Divulgação
Publicada em: 07/07/2022 8h27min
Atualizada em: 07/07/2022 8h29min

 

Nesta quinta-feira, 07, em continuidade as reuniões temáticas para a construção do Plano de Mobilidade Urbana de Palmas (PlanMob), estão programadas dois encontros, com primeiro abordando a circulação em grande área demanda e polos comerciais, das 09 às 10h30. Já das 14 às 18 horas, será discutido o transporte coletivo e o financiamento de ações da mobilidade. As reuniões acontecem no auditório do Instituto 20 de Maio De Ensino, Ciência e Tecnologia (IVM), com a participação de representantes de segmentos específicos da Capital.

Os encontros estão acontecendo desde o início da semana e têm por objetivo ampliar as discussões por área como, por exemplo, a temática sobre a mobilidade ativa e o transportes individuais abordados durante esta quarta, 06.

“É essencial a participação da população nestas discussões, nossa cidade é orgânica, se você sair de casa, você está se movimentando. Na área que atuo, com a prática da corrida e o pedal, o que a gente vê é um total desrespeito e uma falta de empatia por parte de alguns condutores com os ciclistas. E a gestão pública precisa olhar principalmente para as extremidades da cidade. A bicicleta é um veículo de mobilidade ativa, econômico, sustentável e super saudável,” ressaltou o vice-presidente da Federação Tocantinense de Triathlon (FTTri), Sergio Henrique.

A superintendente de Trânsito e Transporte da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), Valéria Oliveira, destacou que as contribuições técnicas dos setores representativos enriquecem os debates, além de contribuir com as estratégias setorizadas durante essa fase de diagnóstico para a elaboração do plano.

Ainda nesta quarta, 06, foram aprofundadas questões sobre as formas de transporte individual público e privado como os táxis, mototáxis, motofretes e por aplicativos, e os impactos da utilização desses meios de locomoção nas condições viárias da Capital.