Nº 1372 ano 2020
Data:

Principal Vírus Influenza


Gurupi começa vacinação e instala pontos de vacinação em forma de “Drive-thru”

A segunda fase da campanha inicia em 16 de abril, serão vacinados os professores, profissionais de segurança e salvamento, e doentes crônicos.

Por: Ascom Gurupi
Publicada em: 23/03/2020 16h36min
Atualizada em: 06/04/2020 11h19min
A campanha de vacinação contra o vírus da Influenza seguirá até o dia 22 de maio.

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Gurupi deu início a campanha de Vacinação contra a gripe (Influenza A - H1N1). A partir desta segunda-feira, 23, serão vacinados os idosos e os trabalhadores de saúde. Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) mais a Policlínica estarão com pontos de vacinação, no horário de 7h às 13h, de segunda a sexta-feira. As unidades Casego, Pedroso, Sol Nascente e Parque das Acácias farão atendimento seguindo o sistema de "drive-thru". O idoso ou profissional de saúde que chegar nessas localidades de automóvel, receberá a vacina sem precisar sair do seu veículo. A medida é para facilitar o atendimento e evitar a aglomeração de pessoas. 

A Coordenadora de Vacinação do município, Flaviane Teles da Silva explica o funcionamento das demais unidades. “Será feito um controle por meio de senhas e, se preciso for, faremos agendamento para evitar o fluxo de pessoas. A unidade São José atenderá na Escola Municipal José Pereira da Cruz por ter um espaço mais amplo, e nesta semana serão feitas apenas a vacinação contra a influenza, vacinas de rotina serão realizadas após esse período”, disse.   

A segunda fase da campanha inicia em 16 de abril, serão vacinados os professores, profissionais de segurança e salvamento, e doentes crônicos. Foi feito um distanciamento dos públicos-alvo para evitar a multiplicação do coronavírus. Iniciando a vacinação pelos mais vulneráveis.

A partir de 9 de maio, Dia D de vacinação, serão vacinadas as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha seguirá até o dia 22 de maio.

A decisão do Ministério da Saúde de iniciar a campanha atendendo os idosos e profissionais de saúde, é mais uma medida de proteção a esses públicos, em especial aos idosos, já que a vacina é uma proteção aos quadros de doenças respiratórias mais comuns, que dependendo da gravidade pode levar a óbito. Outra preocupação é evitar que as pessoas acima de 60 anos, público mais vulnerável ao coronavírus, precise fazer deslocamentos no período esperado de provável circulação do vírus. Além disso é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid-19.

Comentários

Deixe um comentário