Nº 1394 ano 2020
Data:

Principal Meio Ambiente


Concorrendo em Araguatins, Rocha Miranda é o 2º candidato com mais multas ambientais em todo o Brasil

Ex-prefeito de Araguatins por dois mandatos recebeu 11 multas ambientais emitidas pelo Ibama.

Por: Karina Custódio/Redação
Publicada em: 12/11/2020 17h12min
Atualizada em: 12/11/2020 17h16min

Buscando pela terceira vez o mandato de prefeito do município de Araguatins, na região do Bico do Papagaio, o pecuarista Rocha Miranda (PTB) apareceu nesta semana no 2º lugar em um ranking nacional com os candidatos com mais multas ambientais emitidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o Ibama.

Ao todo, o pecuarista acumula 11 infrações emitidas pelo órgão.

O nome de Rocha Miranda surgiu em um levantamento feito pela Pública Agência de Jornalismo Investigativo, que revelou todos candidatos e candidatas do Brasil destas eleições que foram multados pelo Ibama.

De acordo com a agência, existe um total de 152 candidatos a prefeito, 71 a vice e 529 a vereador que acumulam juntos 1.017 multas ambientais 543 municípios diferentes do Brasil.

O candidato Rocha Miranda, de Araguatins, dividi o segundo lugar desse ranking com José Haroldo de Sousa (PL), candidato em Tibau (RN), e ambos seguem atrás de Freud Fraga dos Santos Alto Araguaia (MT), que lidera com 13 infrações ambientais.

Tocantins

Ao todo, existem 14 candidatos a prefeito e vice no Tocantins com ao menos uma multa emitida pelo Ibama. O Estado ocupa a quarta posição no ranking, ficando atrás somente do Ceará (19), Pará (24) e o líder Mato Grosso (27).

Confira o levantamento completo da Pública clicando aqui.

Rocha Miranda

O Jornal Primeira entrou em contato nesta quinta-feira, 12, com Rocha Miranda (PTB) por meio de ligação telefônica. O pecuarista encerrou a conversa rapidamente, informando apenas que “já paguei uns tantos, uns 200 mil, mas tudo que quiser falar já tá constando nos autos. Eu fui foi injustiçado pelo PT, que eles me multaram indevidamente. ”.

Dono de um patrimônio de mais de um milhão de reais, que incluem duas fazendas e 200 cabeças de gado, Rocha Miranda (PTB) já foi prefeito de Araguatins entre os anos de 2004 e 2012 e deputado estadual nas eleições de 2014.

Em 2018, o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carreiro, entregou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma lista com nomes de 165 pessoas do Tocantins que tiveram contas julgadas irregulares pelo tribunal nos últimos oito anos.

Nomes como o do ex-deputado estadual Rocha Miranda e de vários outros gestores e ex-gestores da região do Bico do Papagaio estavam entre os destaques.

Conforme o TCU, a lista tem origem nos processos julgados irregulares nos últimos anos de pessoas que ocuparam funções públicas. A relação traz as contas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível daquela Corte, ressalvados os casos em que a questão estiver sendo submetida à apreciação do Poder Judiciário, ou que haja sentença judicial favorável ao interessado.