Nº 1390 ano 2020
Data:

Geral Ensino Estadual


Comunidade escolar comenta retorno do ensino fundamental

As aulas para o ensino fundamental retornaram na última sexta-feira, 18, e ocorrem de forma não presencial.

Por: Divulgação
Publicada em: 24/09/2020 10h19min
Atualizada em: 02/10/2020 8h25min
Foto: Divulgação
O estudante Yago Cantanheide dos Santos, 8º ano, realizando os seus roteiros de estudos.

A comunidade escolar da rede estadual de ensino comemora o retorno das atividades letivas para os estudantes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental, que ocorreu na última sexta-feira, 18. Os estudantes ou os responsáveis, nos casos de menores de idade, retiraram como atividades nas suas unidades de ensino. Já os alunos que residem na zona rural receberam os materiais de estudo na rota do transporte escolar e, ao longo da semana, realizarão seus estudos.

Para o ensino fundamental, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) aderiu ao programa Aprova Brasil. A iniciativa oferecerá material pedagógico de língua portuguesa e matemática, específico; formação para os professores e acompanhamento dos resultados por meio de uma plataforma exclusiva.

O diretor da Escola Estadual de Muricilândia, localizada no município de Muricilândia, João Batista da Costa, destacou que esse é um momento importante, mas que exige adaptação no processo de ensino e aprendizagem. “É uma experiência nova, nos meus 25 anos de Educação, nunca vi nada parecido. Então, nós também estamos aprendendo, juntos, com essa nova forma de aula remota”, ressaltou.

A estudante Ana Luiza da Costa Abreu, do 8º ano, da mesma unidade de ensino, comemorou o retorno das aulas e falou dos desafios do novo formato. “Passamos quase seis meses sem aulas, um período que aproveitei para fazer algumas leituras, e esse retorno está sendo muito bom. Esse formato não presencial é mais desafiador, pois não temos o encontro com os colegas e professores para debatermos os assuntos trabalhados, isso exige mais da gente, mas estou feliz”, falou.  

A diretora da Escola Estadual Fazenda Dezesseis, localizada na zona rural do município de Augustinópolis, destacou como o retorno das aulas mobilizou a comunidade escolar. “Os alunos e pais estavam ansiosos por esse momento e demonstraram muita alegria ao receber o material de estudo e, imediatamente, eles começaram a postar fotos nos grupos das turmas, evidenciando a realização das atividades propostas aos estudantes”.

O estudante Yago Cantanheide dos Santos, do 8º ano, destacou a sua rotina de atividades. “Eu divido o meu dia em dois momentos de estudo. Pela manhã, ajudo meu pai em algumas atividades e depois estudo até o horário de almoço, à tarde, do mesmo jeito. Eu gosto muito de estudar. Quando veio a pandemia, fiquei com medo de perder o ano. Foram muitos meses e, agora, que veio essa proposta, eu estou feliz”.

Mãe de Yago, trabalhadora rural Carleany Cantanheide Lucena falou da importância do retorno das aulas. “Estávamos ansiosos para que o retorno das aulas acontecesse. Fiquei com medo que meu filho perdesse o ano de estudo. Estamos bem mais animados com o retorno, é uma garantia de que vai continuar. Durante esse período, eu sempre acompanhei a realização de atividades e agora estarei mais presente ainda ”, ressaltou.