Principal Alimentação


Com aumento dos preços, saldo do vale-alimentação do trabalhador acaba em menos de 15 dias

Pesquisa mostrou que em média, o saldo do vale-alimentação dura 13 dias. Em 2019, esse saldo durava 18 dias.

Por: Redação / Primeira Página
Publicada em: 03/08/2022 16h30min
Atualizada em: 04/08/2022 15h47min
Foto: Antônio Cruz / AGB
Trabalhador que recebe o benefício tem tentado economizar para garantir mais dias de vale-alimentação.

Trabalhar oito horas por dia e só conseguir retornar para casa no fim do expediente. Essa é a rotina do auxiliar administrativo Marcelo Santos. “Eu moro pra lá de Taquaralto e como trabalho no centro não compensa voltar pra casa na hora do almoço, então o dia todo eu passo fora de casa”, conta.

Longe de casa, o jeito é fazer as refeições na rua. A empresa que ele trabalha fornece o vale-alimentação, mas infelizmente o valor de R$ 450,00 reais não dura todo o mês. “Eu geralmente gasto R$ 30 no almoço, juntando com o lanche da manhã e da tarde são mais R$ 10, no mínimo. O vale tende a durar no máximo 13 dias”, conta.

O Marcelo está dentro de uma tendência que afeta o trabalhador. Uma pesquisa da Sodexo Benefícios e inventivos apontou que o crédito do vale-refeição ou alimentação não tem acompanhado os custos de comer fora de casa.

De acordo com o estudo, a duração do vale-refeição tem sido em média de 13 dias. Em 2019, esse benefício conseguia custear 18 dias.

“Nós tivemos a pandemia que trouxe uma crise econômica grave, severa para muitos setores. A inflação corroeu o poder de comprar e os produtos estão mais caros. Um dos principais reflexos é na alimentação, e o fato do vale-alimentação durar menos é uma sequela do momento que estávamos vivendo”, afirma o economista Henrique Fernandes do Couto.

Sem uma solução econômica a curto prazo, o trabalhador tem se virado como pode. “O que eu tenho feito é tentar trazer comida de casa dia sim, dia não. Cozinhar em casa dá um pouco mais de trabalho, mas também é uma forma de economizar e o vale durar um pouco mais”, aponta Marcelo.