Nº 1326 ano 2019
Data:

Política Palmas


Vereadora destaca importância da Campanha Setembro Amarelo aderida pela prefeitura

Durante sessão ordinária da última terça-feira, 10, a vereadora Laudecy Coimbra (SD) destacou a importância da Campanha Setembro Amarelo, para discussão do tema e promoção da saúde mental, realizada pela prefeitura de Palmas, através da Coordenação de Saúde Mental.

Por: Divulgação
Publicada em: 11/09/2019 15h14min
Atualizada em: 13/09/2019 14h56min
Foto: Aline Batista

Durante sessão ordinária da última terça-feira, 10, a vereadora Laudecy Coimbra (SD) destacou a importância da Campanha Setembro Amarelo, para discussão do tema e promoção da saúde mental, realizada pela prefeitura de Palmas, através da Coordenação de Saúde Mental.  Setembro Amarelo é uma campanha que acontece desde 2014 em todo o país e visa a conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio.

A partir da Campanha nacional, conforme Laudecy, a prefeitura de Palmas começou a prática de grupos de trabalhos para fazer campanhas permanentes de prevenção a depressão infantil, principalmente em escolas. “Sabemos que muitos casos de depressão começam na infância, e é preciso uma atenção especial a isso. Os professores das escolas também estão adoecidos, os profissionais de saúdes e as pessoas que cuidam também estão precisando de cuidados”, destacou a vereadora.

Foram convidados profissionais da educação, da saúde, assistência social e estudantes dos cursos afins, para que possam juntos discutir esses temas e levar cada vez mais ao conhecimento da comunidade. “Essas ações irão ajudar as pessoas a identificarem sintomas de depressão do próximo. Conforme dados, são 800 mil suicídios por ano, e em Palmas já vemos os altos números desse quadro”, observou Laudecy, com preocupação.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. Para a parlamentar é uma política pública que precisa ser trabalhada com cuidado, responsabilidade e acima de tudo, a prevenção. “É responsabilidade do Poder Público realizar estratégias para diminuir esse quadro, mas nós como seres humanos também temos responsabilidade em ajudar o próximo”, alerta a líder de Governo, chamando atenção das pessoas que a incapacidade de dialogar dificulta cada vez mais ajudar a vida das pessoas que precisam.

Comentários

Deixe um comentário