Nº 1312 ano 2019
Data:

Principal DESVIOS NO PREVIPALMAS


Vereador Milton Neris avalia viagem a Belém e os novos rumos da CPI do Previpalmas

O parlamentar comentou que o depoimento durou duas horas e esclareceu quais serão os novos passos da CPI a partir de então.

Por: Rafael Miranda / Redação
Publicada em: 13/05/2019 6h44min
Atualizada em: 15/05/2019 16h38min
Foto: Aline Batista
Vereador Milton Neris é o presidente da CPI do PreviPalmas na Câmara de Palmas

 

Primeira Página - O depoimento do empresário Elton Felix Lira foi esclarecedor para a CPI do Previpalmas? Por acaso, os vereadores tiveram algum tipo de dificuldade para obter as respostas que buscavam?

Milton Neris - A viagem que fizemos para ouvir o empresário Elton Lira foi bastante positiva, porque conseguimos através desse depoimento esclarecer várias informações que já tínhamos levantado durante os trabalhos da CPI, mas que ainda não tínhamos detalhes de como funcionava todo o esquema. Tudo o que foi perguntado a ele, foi respondido prontamente e por todos os vereadores que questionaram.

Trata-se de um depoimento muito grande, que durou horas e agora iremos cruzar com as informações que temos, fazendo uma análise dos caminhos já percorridos e assim confirmar aquilo que evidentemente já sabemos, trazendo novos elementos que irão nos proporcionar a tomada de algumas decisões, como, por exemplo, convocar outras pessoas ou então convocar novamente aqueles que já vieram depor na CPI. Agora estamos vendo tudo que aconteceu com mais clareza, nossa visita à capital Belém foi positiva e estamos trazendo a luz do dia o que ocorreu. 

Primeira Página – A partir desse depoimento, quais suspeitas foram levantadas sobre as aplicações feitas pelo Instituto em fundos considerados podres?

Milton Neris - Nos entristece por saber que a meta desse grupo era muito audaciosa, eles tinham como objetivo queimar 50% dos recursos totais do Previpalmas, R$ 200 milhões, o que poderia quebrar o Instituto de Previdência. Nos espanta saber que os golpes que ocorreram no Pará, na qual o Elton Lira participou, os valores também nos impressionam, são milhões de reais. E essa empresa, a Icla Trust é a mesma NSG que operou no caso Igeprev. Trata-se de uma quadrilha que já movimentou cerca de R$2 bilhões, são um dos maiores fraudadores de fundos públicos em todo o Brasil.

Primeira Página - Quais serão os caminhos que a CPI seguirá a partir de agora, com esses novos fatos que surgiram?

Milton Neris - Estamos no caminho certo, nosso trabalho e nosso relatório vai poder municiar o Ministério Público Estadual e Federal, além da própria Polícia Federal, para que eles possam criminalmente responsabilizar todos esses que não respeitaram e nem zelaram com o dinheiro do servidor público, com o dinheiro que nossos trabalhadores suaram e economizaram para um dia sonhar com sua aposentadoria.

Nosso trabalho caminha no sentido de trazer a luz do dia, e elucidar tudo, mas acima de tudo, de tentar recuperar esse dinheiro. Outro objetivo é que daqui para frente, o nosso Previpalmas possa estar mais protegido, tanto na legislação quanto nas pessoas que estão lá para gerir o Instituto. Nessa segunda-feira, 13, estaremos reunidos com todos os vereadores que queiram participar, onde será feito o cruzamento dessas novas informações que recebemos e decidir os caminhos futuros da CPI, em busca de conduzir essa investigação e fechar nosso relatório definitivamente.

 

Comentários

Deixe um comentário