Nº 1315 ano 2019
Data:

Principal 2ª fase Operação Nudae


Polícia Federal prende superintendente do INCRA/TO

A primeira fase da operação foi deflagrada em 31 de agosto deste ano, com o objetivo de desarticular um suposto esquema de fraudes e desvio de recursos públicos envolvendo Chamada Pública do INCRA/SR(26)/TO.

Por: Divulgação
Publicada em: 19/12/2018 15h10min
Atualizada em: 19/12/2018 17h02min
Foto: Divulgação
Objeto do esquema era a seleção de entidade para prestar serviços de assistência técnica e extensão rural - ATER

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (19) a segunda fase da OPERAÇÃO NUDAE, visando a cumprir 02 (dois) mandados de busca e apreensão e 01 (um) mandado de prisão preventiva de um dirigente do INCRA/TO, expedidos pela 4ª Vara Federal.

Foi preso o superintendente e ex-deputado estadual, Carlos Alberto da Costa. Os mandos de busca e apreensão foram cumpridos um na casa do ex-deputado e outro na sede do órgão em Palmas. 

A primeira fase da operação foi deflagrada em 31 de agosto deste ano, com o objetivo de desarticular um suposto esquema de fraudes e desvio de recursos públicos envolvendo Chamada Pública do INCRA/SR(26)/TO, tendo como objeto a seleção de entidade para prestar serviços de assistência técnica e extensão rural - ATER para vários assentamentos criados ou reconhecidos pelo INCRA, no Estado do Tocantins.

Comentários

Deixe um comentário