Nº 1299 ano 2018
Data:

Principal Mandato tampão


Mandatos de Mauro Carlesse e Wanderlei Barbosa correm risco de cassação

O pedido é do procurador regional eleitoral Álvaro Manzano, do Ministério Público Eleitoral, por suspeita de compra de apoio político durante a Eleição Suplementar realizada em junho deste ano.

Por: Divulgação
Publicada em: 05/12/2018 15h46min
Atualizada em: 05/12/2018 16h03min
Foto: Divulgação
Carlesse e Wanderlei venceram a eleição suplementar e foram reeleitos nas eleições regulares de outubro

Na noite da última terça-feira (04), o Ministério Público Eleitoral do Tocantins pediu que o Tribunal Regional Eleitoral cassasse os mandatos do governador Mauro Carlesse (PHS) e seu vice Wanderlei Babosa (PHS). O pedido é do procurador regional eleitoral Álvaro Manzano. 

A suspeita de que Carlesse comprou apoio político por meio de emendas parlamentares e convênios durante a Eleição Suplementar realizada em junho deste ano, é que levou a procuradoria ao pedido de cassação. Os indícios apontam que houve utilização de bens públicos em campanha eleitoral, uso promocional de serviços de caráter social, além de pagamentos irregulares de despesas. O pedido será julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral. 

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins