Nº 1323 ano 2019
Data:

Geral violência contra Mulher


Cras do Aureny III realiza Roda de Conversa sobre violência contra Mulher nesta sexta-feira, 16

O encontro terá início às 8h30 e faz parte das ações de conscientização da campanha Agosto Lilás que está sendo desenvolvida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social em parceria com órgãos públicos, empresas privadas e sociedade civil organizada.

Por: Divulgação
Publicada em: 14/08/2019 15h42min
Atualizada em: 19/08/2019 16h11min
Foto: Divulgação

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Aureny III será palco na próxima sexta-feira, 16, de uma roda de conversa entre mulheres atendidas pelo Cras e técnicas do Centro de Referência da Mulher Flor de Lis  que atende mulheres vítimas de violência em Palmas. Na pauta ações que fortalecem a autonomia das mulheres e assuntos referentes à Lei Maria da Penha que completa 13 anos em 2019.

O encontro terá início às 8h30 e faz parte das ações de conscientização da campanha Agosto Lilás que está sendo desenvolvida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social em parceria com órgãos públicos, empresas privadas e sociedade civil organizada.

Todas as ações desenvolvidas pelas equipes da Sedes na campanha Agosto Lilás têm como objetivo fortalecer a rede de proteção à mulher, o combate à violência baseada no gênero e a conscientização da importância da Lei Maria da Penha na punição aos agressores.

A Lei nº 11.340 conhecida em todo o Brasil como Lei Maria da Penha prevê uma punição mais rigorosa para quem agride a mulher no âmbito familiar e doméstico e cria mecanismos de assistência e atendimento às vítimas e institui as medidas protetivas, dentre outras coisas. 

Além de apresentar os tipos de  violência doméstica e familiar a Lei nº 11.340 em seu Artigo 2º dispõe que: 'Toda mulher, independentemente de classe, raça, etnia, orientação sexual, renda, cultura, nível educacional, idade e religião, goza dos direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sendo-lhe asseguradas as oportunidades e facilidades para viver sem violência, preservar sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual e social'.

Comentários

Deixe um comentário